CDV lança edital para instalação de banheiros e vestiários em áreas públicas

Atlântica Parque - Pista de Skate

Banheiros e chuveiros serão instalados em áreas públicas da capital, como em parques

A Companhia de Desenvolvimento, Turismo e Inovação de Vitória (CDTIV) publicou, no último dia 14, no Diário Oficial do Município (página 17), o edital de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para seleção de projeto básico para instalação, implantação, prestação de serviço, gestão e manutenção de banheiros públicos na cidade de Vitória, que será celebrado por meio de contrato de concessão de uso.

Podem participar pessoas físicas ou jurídicas, de direito privado, individualmente, em grupo econômico, que satisfaçam as condições estabelecidas no edital, que está disponível no link http://www.cdvitoria.com.br/licitacao/.

Nesta fase, deverão ser apresentados os estudos preliminares de arquitetura e urbanismo e de viabilidade econômico-financeira.

O requerimento de autorização para participar do chamamento público deve ser protocolado até o dia 14 de dezembro, na sede da CDTIV, que está localizada no Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC), na Enseada do Suá.

Entre os serviços recomendados para compor a área de concessão, estão armários guarda-volumes, espaços para banho individual, área reservada para troca de roupas, sanitários masculino e feminino, entre outros.

Segundo o diretor-presidente da CDTIV, Leonardo Krohling, o prazo de concessão será de dez anos a partir da assinatura do contrato, podendo ser prorrogado por igual período, de acordo com o interesse da administração.

Krohling destaca que a iniciativa tem como objetivo contribuir para a melhoria da mobilidade urbana, além de estruturar e disponibilizar aos munícipes espaços públicos para banho e necessidades básicas.

“Cada vez mais, os cidadãos têm procurado meios de transporte não poluentes, como bicicleta, patinete e patins, para locomoção até o trabalho ou a escola. Como estamos situados numa região de clima tropical, com temperaturas elevadas, o cidadão não chega ao seu destino numa condição de higiene confortável e adequada para efetuar suas tarefas laborais ou de estudo diárias. Desse modo, a intenção é priorizar a criação de banheiros públicos na cidade, contribuindo com a melhoria da mobilidade urbana, do meio ambiente e dos serviços prestados ao munícipe”, destaca.